23jun

O Acordo (Amores improváveis #1)
Elle Kennedy
360 páginas
Editora Paralela, 2016

Adicione o livro no skoob  * Compare preços via Buscapé

SINOPSE: Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha.

Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.

**********

Gente, uma coisa muito incrível aconteceu! Pela primeira vez em anos eu sinto vontade de ler os próximos livros de uma série, muito raramente eu tenho interesse no gênero YA e mais raro ainda é minha pessoa completar alguma série do gênero.  Mas acho que quero sim completar a leitura da série que envolve jogadores de hóquei no gelo de Elle Kennedy.

Não dá vontade de sair dançando pela casa quando aquele livro do qual você não espera nada te surpreende? Não que O Acordo chegue ao patamar de “melhores leituras do ano, livrão mesmo!” mas teve algo nele que me deixou bastante satisfeita (apesar de um ou dois eventos terem tirado um pouco do brilho geral da obra).

Hannah e Garrett são ótimos juntos. Ela sempre tira boas notas e está quase sempre na sua (mas não de um jeito que a faça ser introvertida e sem tato social, quem mais aqui já cansou da menina caladona que parece viver em um mundo a parte quando tromba com o mocinho?) e ele é o famoso capitão do time de hóquei, e para continuar sendo o capitão ele pede a ajuda de Hannah para passar em uma matéria que “periga” acabar com seu sonho de continuar jogando na temporada. Pronto, muito clichê para você?

E eu concordo que pode parecer a mesma fórmula pronta de dois opostos que são obrigados a interagirem por eventos adversos que no final irão perceber que se amam. O diferencial desse primeiro livro da série Amores Improváveis (Olha o nominho que já entrega tudo)  é que a autora soube muito bem conduzir a trama para não se tornar chata ou deixar o leitor com a sensação de que já viu isso em algum lugar.

Elle Kennedy tem o que eu chamo de dom para a escrita. Ela escreve sobre algo que não é a novidade do ano mas mesmo assim o faz com muito destreza. Eu gostei de praticamente todos os personagens (com exceção de uns 3 que são intragáveis) e o livro em si é muito fácil e gostosinho de ler, e como ele é YA já vá esperando cenas adultas e um pano de fundo mais sério para os personagens principais, em relação a Hannah é algo que aconteceu no seu passado e há a relação conturbada de Garrett com o pai.

E qual o motivo de minha pessoa querer continuar lendo os livros dos amigos de Garrett? Além do fato da autora ter me cativado com sua boa escrita, não é? Enfim, pela primeira vez eu comecei a gostar dos outros personagens que irão compor toda a série ainda na primeira aparição deles, e acho que isso nunca me ocorreu antes e confesso que estou um tanto impressionada.

Mas como nem tudo são flores, eu desgostei de um acontecimento (sendo mais precisa e sem dar spoiler, foi o desenrolar pós acontecimento) e isso me deu uma raiva tremenda de verdade, porém e infelizmente, é uma realidade gritante quando se trata de casos assim e a tristeza foi dupla, tanta na ficção como na vida real.

Recomendo a obra? Se você curte o gênero e de cara já curtiu a sinopse, se joga.

Sem falar que o Garrett é um personagem masculino muito legal, nada de babaquices à vista. Amém.

Bom final de semana!

P.S.: Nosso sorteio desapego #6 só vai até amanhã. Ganhe 5+ com esse post.

Deixe seu comentário 4 comentários

Veja também os posts relacionados à esse

Comente via Facebook

Deixe seu comentário

4 Comentários

  • Isabela Sales
    jun 25, 2017

    Já vi algumas pessoas falando bem deste livro, porém confesso que não é um gênero que me faria morrer de amores, mas eu daria uma chance para a leitura como você fez 💞
    Bela resenha.

  • rudynalva
    jun 24, 2017

    Jhey!
    São tantos bons comentários sobre essa série que já baixei na amazon O Acordo.
    Quero conferir a escrita fabulosa da autora e toda trama que envolve as personagens.
    Mesmo com algumas ressalvas, que a meu ver é normal em um livro com enredo tão ‘igual’ a tantos outros, quero me aventurar na leitura.
    Obrigada por sua análise.
    Boas festas juninas e bom final de semana!!!!
    “O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

  • Márcia Saltão
    jun 24, 2017

    Olá.
    Não conheço a escrita da autora, mas sempre encontro ótimos comentários a respeito de suas obras.
    Apesar de não ser um dos meus gêneros preferidos, se tiver uma chance, vou ler.
    Ótima resenha.
    Abraços.

  • Fabiana Carvalho
    jun 24, 2017

    Eu sou bem eclética com livros, mas digamos que esse gênero não é o meu preferido, só que tive a mesma reação que a sua quando li um outro. O livro tinha tudo para ser clichê, mas me surpreendeu, achei a história perfeita, me tocou muito e até sai indicando para várias pessoas e pensei em deixar um recado para a autora kkk Sendo assim já me interessei por esse livro, bem provável que ele possa me surpreender assim como o outro.