30dez

Eu cansei de fazer listas. Na verdade eu cansei daquelas listas improdutivas.

E claro que estou falando daquela listinha de desejos/para fazer que eu insisto em escrever e esquecer pra lá, ai no final do ano eu lembro e vejo a decepção que  foi, depois da decepção eu ainda acho que dará tempo (não dá) e entra o ano novo e eu não fiz nem metade do que me propus a fazer, e logo vem aquele sentimento de que algo não está certo… Mas ao mesmo tempo eu “empurro” para o ano novo tudo aquilo que não consegui realizar no ano que passou. Você consegue ver a bola de neve aumentando?

Em 2018 eu decidi que não terá a famigerada lista da Jhey chamada de “18 coisas para fazer em 2018” (Já deu pra perceber que a lista de “17 coisas para fazer em 2017” foi um fiasco?), enfim, percebi depois de muito lutar comigo mesma que eu estava colocando energia demais em coisas que não eram tão essenciais, e eram muitas coisas a se fazer que no final a sensação de não ter feito nada não ia embora.

Mas também em 2017 eu aprendi a focar no que é realmente importante e entrei na faculdade (a minha segunda) e pela primeira vez na vida vou entrar em um ano novo sem grandes dívidas, e ainda consegui economizar 1.750,00 do orçamento (Sérião, depois que eu comecei a ter uma consciência financeira eu consegui economizar esse valor em uma coisa de quatro meses, o que antes seria impossível já que eu era a maluca por compras desnecessárias).

Não estou aqui para te dizer o que fazer com o seu dinheiro (até porque eu nem sei o que fazer com o meu também #risos) mas quero deixar a dica valiosa de tu se inscrever na #Girlgang da Fran do Morando Sozinha! Ela me ajudou tanto em 2017 que eu nem tenho palavras para agradecer.

Gente, me perdi total nesse post. Eu estou aqui para falar que também aprendi com a Fran que é muito melhor eu focar em poucas metas por vez do que fazer aquela listona e não conseguir tirar nada de produtivo de lá e no final ainda me sentir decepcionada.

Para 2018 eu vou focar em poucas metas (E elas não são literárias, em breve falarei delas em um novo post):

Continuar minha reeducação financeira

1

Se você tiver lido a pequena – só que não – introdução desse post você viu a informação de que economizei R$1.750,00 em uns quatro meses, e que também quitei muitas dívidas que possuía e vou entrar 2018 com a conta no verdão. Eu comprava demais, e o pior era que eu comprava desnecessariamente (inclusive livros)! Eu não tinha uma vida financeira saudável, eu não tinha dinheiro sobrando e eu vivia com a sensação de que poderia ser mais do que a garota que todo o seu dinheiro vai para o banco ou para o cartão de crédito.

E foi aos pouquinhos – e com muita força de vontade – que eu fui conseguindo me livrar daquele velho eu que não pensava em um plano futuro. E na verdade essa meta é uma continuação de uma meta nova de 2017, e aqui vai mais uma dica:

Você não precisa de um ano novo para deixar velhos hábitos para trás. Você pode começar agora mesmo a ser quem você quer ser. Não espere o calendário zerar, ok? 

Bienal São Paulo 2018

2

Eu vou para a Bienal! Depois de muito dizer que vou para uma Bienal do livro eu realmente irei para uma, já estou me organizando este final de ano para compra de passagens (Passagem de avião não tá essas coisinhas barata e eu sei que para economizar preciso pesquisar muito e comprar meses antes) e irei ficar com meu tio que vive em SP. Eu nunca viajei sozinha e confesso que estou com medo, mas decidi que vou com medo mesmo. Em agosto estarei em São Paulo e se o blog estiver na ativa vou fazer aqueles post’s de viajante de primeira viagem em uma grande feira de livro (e espero comprar muitos livrinhos autografados e encontrar muitos autores legais, estou indo mais pelos autores nacionais e não vejo a hora de poder vê-los pessoalmente).

03 a 12 de agosto são uns dos dias mais legais marcados no meu planner 2018!

Cuidar da minha saúde

3

 

Eu senti minha saúde bem mais frágil em 2017 (Até na emergência do meu plano de saúde eu fui parar uma vez). Apesar de já ter uns três anos que não tomo mais refrigerantes, isso é muito mínimo e eu ainda preciso cuidar mais do meu corpo e da minha saúde. Comi muita porcaria – minha alimentação é um desastre – e isso afetou minha imunidade e minha disposição, vou começar a fazer caminhadas dia 02 de janeiro para futuramente vir a correr e tenho um plano de deixar as carnes vermelhas para trás e mais um plano futuro de ser vegana total. E já estou marcando várias sessões com profissionais da área da saúde para tudo sair bem.

Meus estudos

4

Já é comprovado que você ter um local específico para os estudos – ou só mesmo leitura – te faz ter um rendimento melhor, e aqui em casa ainda não tenho esse espaço e senti falta de um lugar assim para estudar as matérias da faculdade, pretendo no primeiro semestre de 2018 ter conseguido esse canto do estudo. E já tenho um plano para iniciar que envolve pedreiros, pintores e móveis novos. Vai ser uma reforma pesada em um dos antigos cômodos da casa e é uma meta que chamei minha mãe para ajudar também. Vai aí terceira dica:

Peça ajuda sempre que for possível. Muitas vezes queremos fazer tudo sozinhos e é frustrante ver que não conseguimos, não esqueça: com amigos e família fica bem mais fácil.

O que você quer fazer em 2018?

E há mais algumas metas pessoais ,  mas têm aquelas metas que você deve guardar só pra si. Nem tudo deve ser alardeado no vento, faça no seu ritmo e no seu tempo.

Que Deus abençoe nosso 2018.

Beijo grande.

Banner principal > Designed by Freepik
Imagem 1 > Designed by Cornecoba / Freepik
Imagem 2 > Designed by Artsybunnies / Freepik
Imagem 3 > Designed by iconicbestiary / Freepik
Imagem 4 > Designed by Photoroyalty / Freepik

Deixe seu comentário 1 comentário

Veja também os posts relacionados à esse

Comente via Facebook

Deixe seu comentário

1 Comentário

  • Patricia FQ
    jan 09, 2018

    Nunca fiz meta de virada de ano. Exceto neste ano, três foram estabelecidas e já dei andamento em todas. A frase que não vai sair da minha cabeça em 2018 é “Não deixe para amanhã o que vc pode fazer hoje”, este será meu lema.